Batom laranja: Vitamina C nos lábios

Por 15 / 08 / 2011

A moda do batom laranja chegou, especialmente nas prateleiras e balaios das marcas populares. Adoro. Aliás, essa novidade já é velha, pois foi algo muito visto nas passarelas do verão europeu do ano passado. E logo em janeiro desse ano comprei o meu, lindão.

Meu primeiro laranjão foi o da Anaconda (Laranja Citrus, que é flúo, o nome já diz tudo). Laranja mesmo, legítimo, não aquele Aquarela sem graça (número 6) da Natura, que fica em cima do muro, chegando no vermelho, passando pelo cobre (fiquei achando, pelas fotos, parecido com o Cobre Ritmo, aquele clássico dos anos 90, da Avon).

Moda do Batom Laranja

A Anaconda saiu na frente mesmo, porque o batom parece um farol de ambulância. Pra mim, que vivo atrasada, é bom: o batom chega uns 5 minutos antes de mim. Obviamente, é um batom flúo, e tem um efeito mate. Uma amiga perguntou se eu ia ter coragem, já outra achou lindo, e logo aí a gente entende que o batom laranja não é, definitivamente, unanimidade. Mas o que ele tem de polêmico, tem de democrático.

Batom Laranja

Animada com o laranja, pensei nas inúmeras possibilidades para negras e morenas, mas pasme! Ele é o mais democrático, e fica lindérrimo em tudo que é tom de pele.

Negras, morenas, loiras, ruivas e orientais, todas ficam bem, desde que o tom do laranja acompanhe (ou contraste) de maneira interessante com cada tom de pele, que é muito mais variável do que a cor do cabelo. E acho meio chato o que andei lendo por aí, “brancas ficam melhor com o tom mais aceso, e negras, com o tom mais fechado”. Li também o contrário disso, e inúmeras outras variações. Então, como saber? Testando.  E escolhendo aquilo que faz você se sentir melhor consigo mesma. Até porque tons de pele são muito relativos, ainda mais no Brasil. Tem negras com a cor de fundo da pele mais esverdeada, enquanto vejo por aí branquinhas com um tom mais avermelhado. Daí, qualquer tentativa de uma tabela que correlacione e combine peles, tons e batons é furada.

Minha pele é morena (mas já me chamaram de sarará), com um fundo meio rosado. Em janeiro, eu estava bem bronzeada, então esse laranje da Anaconda ficou bem, iluminou e deu um up no meu rosto. Depois, quis ser mais discretinha, e usei com um gloss rosado por cima, que diminuiu a luminosidade e chegou próximo do coral, que é outro tom dentre os laranjas que eu amo.

A Dailus e a Vult (e também a Tracta e Contém 1g) lançaram alguns tons de coral, ora chegando mais perto do rosa, ora se aproximando mais do laranja mesmo. Para quem tem medo de usar o laranja lápis-de-cêra, essa é uma boa opção, e fica lindo. Todos têm boa cobertura e fixação. Há também aquelas cores mais próximas do vermelho, mais sóbrios, que eu particularmente acho sem graça (como o da Natura), mas são uma solução para quem quer ousar, pero no mucho.

Modelos de batons laranja

Na sequência, o primeiro é o Laranja Citrus, da Anaconda, o segundo é o 57 da Marchetti, o terceiro é o 63 (amor!), também da Marchetti, e o quarto é o 14 da Vult.

 

O Laranja Citrus é neon, e a cobertura é seca, mas não chega a ser mate. É bom passar mais de uma camada para a cobertura ficar mais homogênea. Os da Marchetti e da Vult são mais cremosos e cobrem bem. Enquanto o da Anaconda é o mais próximo do laranja-lápis de cêra, os outros são mais corais, sendo que o lindão da Marchetti (63) é um coral-rosado. Já o 57 da Marchetti e o 14 da Vult, são parecidos e mais alaranjados (o Vult é mais rosinha e mais clarinho).

Eu compararia esses com o Pitanga, da Dailus (que eu tenho, mas sumiu agora), que é um coral rosado, e também com o da Anaconda, Califórnia, que é laranja avermelhado (que eu tenho quase certeza de que eu comprei, mas não achei também). Assim que eu achar, tiro as fotos e posto para vocês. E, se alguém encontrar nas lojas, pode comprar sem medo que eu garanto.

Onde comprar Batom Laranja

Nenhum desses produtos custou mais do que 6 reais. A marca Anaconda, encontro na Lojas Rede (Avenida 7, centro de Salvador), e Loja Cláudia, no Centro de Niterói (Praça do Rink). Marchetti compro sempre na Ladeira da Lapa – Salvador (BA) (Supermercado dos Cabelereiros), mas tem em Madureira (RJ) (nas lojas de cosméticos próximas ao Mercadão), e o batom da Vult comprei no centro de Niterói (RJ), na Cosmética (Rua Visconde de Itaboraí, também em frente à Praça do Rink).

Helen Rauen

Relações Públicas, bancária e auto-maquiadora nas horas vagas. Perfeccionista, consumista, chef de sua própria cozinha e com uma pitada de artesanato na veia.

Confira todos os artigos de AUTOR
Seja o primeiro a comentar em Batom laranja: Vitamina C nos lábios
Deixe seu comentário:





Procurando algo?

Assine nossa newsletter

Instagram