Esporte Radical é coisa de mulher

Por 12 / 08 / 2011

E quem aí disse que não? Esporte radical é coisa de mulher, e muito! Foi-se o tempo em que aquela figura impávida, delicadíssima e ultra-feminina só fazia caminhadas e ginásticasem academias. Nada disso, diva, já faz tempo que a gente invadiu os esportes mais truculentos!

 esporte radical

Esporte Radical é coisa de mulher, sim!

Hoje em dia, já vemos mulheres praticando – e arrasando – na escalada, seja na academia, seja na rocha. Nossos corpos mais esguios e a flexibilidade ajudam demais na prática desse esporte. Mulheres que praticam escalada não ligam se sofreram um arranhão, ou um roxo no joelho, ou se o esmalte descascou durante a subida – aliás, quem escala não pode ter a unha muito longa, mas isso não quer dizer que elas devam ficar maltratadas. Diva que escala faz manicure e tratamento nos cabelos como qualquer outra diva. Falando em se cuidar, sabia que 20 minutos de escalada intensa podem mandar 300 calorias para o espaço – e melhor: deixando os contornos do corpo ma-ra-vi-lho-sos?

O que dizer do rafting? Este é o esporte favorito de muita mulher por aí. Pode parecer “programa de índio”, mas há quem garanta que não há nada melhor do que jogar um bote num rio bravo e descer suas corredeiras fazendo o impossível para não virar no caminho. É mais um esporte que carimba um sorriso majestoso no rosto de muitas moças por aí! O esforço que se faz com os braços, costas e pernas durante as manobras na descida é grande, e pode equivaler tranquilamente a uma sessão de musculação das boas!

Na bike, elas comandam no mountain bike (trilhas) e no downhill (descidas em terrenos acidentados). Esses esportes pedem uma boa preparação, sobretudo nas articulações dos ombros, cotovelos, quadril e joelhos, que são as mais exigidas durante a prática. Você nunca vai ouvir a mulherada que pratica mountain bike e downhill reclamar de pernas finas e flacidez muscular nos braços. Especialmente as pernas ficam super torneadas quando se pratica esses esportes com regularidade, mas sem dar aquele aspecto masculino aos músculos.

Existem vários esportes radicais e, pode procurar, já estamos em todos eles. 😉

Helen Rauen

Relações Públicas, bancária e auto-maquiadora nas horas vagas. Perfeccionista, consumista, chef de sua própria cozinha e com uma pitada de artesanato na veia.

Confira todos os artigos de AUTOR
Seja o primeiro a comentar em Esporte Radical é coisa de mulher
Deixe seu comentário:





Procurando algo?

Assine nossa newsletter

Instagram