Ginecologista: precisamos mesmo?

Por 11 / 08 / 2011

Para algumas mulheres a ida ao ginecologista faz parte do planejamento familiar e é vista como natural. No entanto, para outras é uma tortura e muitas vezes adiada até que um problema mais sério bate à porta e obriga a visita ao médico.

Precisamos mesmo ir ao ginecologista?

ginecologista

Antigamente a prática não era comum, especialmente longe dos grandes centros onde remédios naturais e curandeiros eram os “médicos” da região. É possível encontrar idosas hoje que nunca visitaram um consultório ginecológico. Dona Maria, 83 anos, morava no interior da Paraíba e teve 6 filhos com auxílio de parteira. Nunca foi ao ginecologista.

Porém, a sorte da boa saúde de Dona Maria não deve inspirar às mulheres modernas de hoje. Especialmente em tempos em que  as práticas saudáveis são engolidas pela correria do dia a dia, procurar um médico para exames de rotina precisa estar na agenda de todas.

A ida ao ginecologista pode evitar doenças graves e preservar a qualidade de vida. Engana-se quem pensa que apenas as casadas ou grávidas precisam das consultas periódicas. Logo após a primeira menstruação as meninas devem ser conduzidas ao médico para exames e orientações sobre sua saúde íntima.

Bom exemplo

Aos 11 anos a primeira consulta com um médico ginecologista, a cada três meses um retorno. Parece utópico que exista alguém assim? Pois há! Aos 16 anos, Sabryna Almeida é um bom exemplo. Ela foi motivada a ir ao médico por ter fortes cólicas menstruais, consciente da importância de manter os exames em dia, ela acha um absurdo amigas que nunca foram examinadas por um ginecologista.

Para quem pensa que é muito ruim imitar esses bons hábitos, a jovem desde cedo aconselha: “Não acho que seja uma tortura, tem alguns exames que não são muitos legais de fazer, mas que são necessários”.

O ideal é que, no mínimo, as consultas se repitam a cada 6 meses para as mulheres que tem vida sexual ativa e uma vez ao ano para as demais. São feitos exame de rotina, apenas para verificar se está tudo bem.

Procure um médico de confiança e deixe a preguiça ou vergonha de lado. Sua saúde vem em primeiro plano!

 

O que os homens sabem sobre nossa visita ao ginecologista?

Veja as respostas que eles deram:

Com que frequência você acha que a mulher deve ir ao ginecologista?

-Sinceramente eu não sei porque mulheres vão ao ginecologista sem estarem doentes ou grávidas.

Marcelo Vieira, 29 anos

-1 vez ao ano, para fazer o papanicolau

Felipe Soares, 26 anos

-Duas vezes ao mês, antes e depois “daqueles dias”, para um acompanhamento do médico.

Alfredo Neto, 19 anos

E você, vai com frequência ao ginecologista? Deixe um comentário e nos conte!

Por Larissa Freire

Larissa Freire

Jornalista inquieta por escrever e compartilhar informações. Queria ter estudado a área de saúde, mas percebeu que seria bem mais interessante estudar uma forma de comunicação que pudesse informar sobre saúde e tudo isso toma forma através dos textos.

Confira todos os artigos de AUTOR
3 Comentários em Ginecologista: precisamos mesmo?
  • Hebe disse:

    Excelente, matéria…
    Sempre tive curiosidadede ir logo cedo a ginecologista.Fica a dica…

  • Ana Celia disse:

    Hj sim, vou com bastante frequencia…acho de extrema importancia a visita ao ginecologista…pq quase sempre, das vezes q vc vai..sempre tem uma inflamação, mesmo que leve, pra ser cuidada…Eu aconselho à todas as mulheres…me livrei de um cancer no colo do utero pq fui à tempo ao ginecologista..me senti super aliviada….

  • merli disse:

    Eu nuca fui mas tenho um problema pequenos lábios maior e infecção na urina de frequência cansada de ir em clinico geral tomo remédio melhora mas sempre volta e sou assexuada por esse motivo de dores e desconforto na região penso que a infecção dar por motivo disso um dia cansei da situação fui direto para um cirurgião que sai da consulta pior ainda ele além de olhar ainda chamou a moça da recepção fiquei tão constrangida com a presença dela na sala que não sentia meu corpo depois ele me falou que u deveria consultar um ginecologista porque ele não fazia esse tipo de cirurgia me encaminhou para o medico fiquei
    tão ansiosa que mal dormi um dia antes de ir chegando na consulta ele examinou mas foi tranquilo ele não chamou terceiros na sala e mandou fazer alguns exames e depois esperar cirurgia disse vou melhorar muito
    do desconforto e da infecção urinária,

  • Deixe seu comentário:





    Procurando algo?

    Assine nossa newsletter

    Instagram