Meu querido ex-amor

Por 22 / 06 / 2011

Foi lindo. Cada segundo em seus braços foi lindo. Ganhei uma passagem em classe A rumo ao paraíso, conheci os anjos, brinquei nas nuvens, viajei em cometas. Até o dia que a realidade do nosso amor me bateu como um míssil bem dentro do peito e despedaçou meu coração. Você me traiu.

Eu confiei a você todos meus melhores sentimentos, confiei a você meus melhores momentos, entreguei a você o que melhor tinha em mim (e não se restrinja ao meu corpo, porque a você entreguei minha alma e meu coração). Tive certeza que éramos felizes, e não consigo aceitar que me tenhas confirmado isso ao jogar palavras de amor no lixo enquanto justificava teus atos.

Me enganei em cada minutos da nossa história, porque amor verdadeiro não “pula a cerca”; amor verdadeiro não precisa de “backups” e nem de diversões passageiras. Amor verdadeiro é tudo aquilo que você foi incapaz de sentir por mim, mesmo que você jure que me amou. Se me amou, por que me feriu tanto?

Eu te vi longe, mas perto o bastante para enxergar em detalhes o meu sonho de amor virar farelo quando teus lábios, antes meus, tocavam os dela. O teu sorriso para ela era o mesmo que dedicavas a mim; será que teu (falso) amor também não seria o mesmo? Não me amas, não amas ela, amas somente a ti mesmo, por achar que podes ter tudo e todas e que assim estará completo.

Mas te digo, meu ex-amor, jamais estará completo. Se me trais, trairá ela e qualquer outra que colocar em sua vida. Você pisou na nossa história, ignorou meus sentimentos e pesou somente a sua diversão. Por isso eu sei que se não te quero mais, não é porque me enganaste, mas porque não me mereces.

Estou segura de mim; sei que nada disso é culpa minha, porque ofereci a ti muito mais do que devia, mas muito menos do que oferecerei a quem me merecer de verdade. Estou segura de mim, porque enfim pararei de me contentar com tão pouco para encontrar a felicidade, seja com um novo amor, seja livre, seja onde e como for. O que mais importa é que, enquanto você estiver pulando de cama em cama, eu estarei feliz, como eu mereço.

MayaFalks

Redatora publicitária, escritora, roteirista, colunista e mulher vaidosa nas horas vagas.
Sugira temas para essa coluna!
Contato: maya.soudiva@gmail.com
Twitter: http://twitter.com/MayaFalks
Site: www.mayafalks.blogspot.com

 

 

Helen Rauen

Relações Públicas, bancária e auto-maquiadora nas horas vagas. Perfeccionista, consumista, chef de sua própria cozinha e com uma pitada de artesanato na veia.

Confira todos os artigos de AUTOR
1 Comentário em Meu querido ex-amor
  • foi dúido cada palavra q veio de te por meio desta carta mas infelizmente é verdade, e esta acontecendo isso cmg e ainda ta me machucando mas ao contrario do q os outros dizem essa dor em meu peito nunca ira passar pode ate um dia amenizar mais passar nunca, qem sabe só depois da vida poderá passar essa dor e morrer, de vez tds as minhas esperanças

  • Deixe seu comentário:





    Procurando algo?

    Assine nossa newsletter

    Instagram