Cabelo na Gravidez: Pode pintar?

Por 06 / 09 / 2011

Cabelo na Gravidez: Pode pintar? O período de gestação é uma fase em que a mulher se acha linda, o corpo toma uma forma diferente e a aparência de saúde fica estampada no sorriso das futuras mamães. Porém, é nesse período que antecede a chegada do bebê que as defesas da mulher caem bastante e cuidados básicos precisam ser redobrados, especialmente nos 3 primeiros meses de gestação.

Cabelo na gravidez: Pode pintar?

A vaidade feminina começa a dar alerta vermelho quando a mulher percebe, por exemplo, a cor do cabelo desbotando ou a raiz da cor natural aparecendo, e agora? Pintar o cabelo durante os nove meses de gestação é um risco muito grande e alguns médicos desaconselham, pois como a pele da mulher fica muito mais hidratada, ela absorve melhor algumas substâncias que podem irritar a pele.

cabelo na gravidez

O problema do uso de tinturas está na amônia que ao ter contato com o couro cabeludo da mulher, entra na circulação sanguínea e pode causar má formação do feto e em casos mais graves até o aborto. Até o cheiro da tintura deve ser evitado, as vias aéreas podem inalar o forte odor da tinta e causar alergias respiratórias.

Não posso pintar o cabelo, e agora?

Alguns médicos acreditam que produtos que não contém amônia ou material pesado pode ser a solução nesses casos, sempre usados após a décima segunda semana de gestação. Se você estiver loira, encare luzes, balaiages e reflexos, pois são aplicados com uma touca que impede o contato com o couro cabeludo, sem contato direto com a pele.

Outra opção é uso de xampus tonalizantes, mas sempre fique atenta para que não haja amônia na fórmula do cosmético, só assim para cuidar do cabelo na gravidez.

Estudos mostram os males da tintura de cabelo

Na Noruega foi feito estudo que mostra o risco do uso de tintura de cabelo diretamente em quem o utiliza, com fortes reações alérgicas. Na verdade, desde o final dos anos 70 cientistas buscam decifrar os efeitos da tintura de cabelo no couro cabeludo de quem a utiliza, porém naquele tempo, apenas pessoas com cabelos brancos usavam o recurso de pintá-los para esconder a cor grisalha, por isso os testes eram sempre feitos em pessoas mais velhas. Os que se vê hoje são adolescentes usando as tinturas para mudar a cor das madeixas só por estética.

Muitos estudos estão sendo feitos, inclusive um que associa a tintura de cabelo ao desenvolvimento de câncer no feto, mas há muita divergência nessa área ainda, quem vai arriscar? Na hora de colocar na balança a estética da mamãe ou a saúde do filho que está por vir, a segunda opção ganha de longe, não é mesmo?

E você tem uma história sobre como ficaram seus cabelos durante a gestação? Deixa um comentário!

 Por Larissa Freire

Larissa Freire

Jornalista inquieta por escrever e compartilhar informações. Queria ter estudado a área de saúde, mas percebeu que seria bem mais interessante estudar uma forma de comunicação que pudesse informar sobre saúde e tudo isso toma forma através dos textos.

Confira todos os artigos de AUTOR
Seja o primeiro a comentar em Cabelo na Gravidez: Pode pintar?
Deixe seu comentário:





Procurando algo?

Assine nossa newsletter

Instagram